Postagens

Mostrando postagens de 2017

Amar descongestiona as impurezas do coração

Imagem
Amar descongestiona as impurezas do coração
Ana Maria Louzada
O verdadeiro Amor descongestiona as impurezas que destroem os sentimentos de fraternidade e solidariedade.
Só o Amor sincero desobstruí os maus pensamentos Desconstrói as “mal ditas” palavras E rompe com as injustas ações.
E assim, vence as provações e não julga Porque ama de verdade o diferente.
Promove a libertação Porque perdoa sinceramente.
Se não for assim, não é AMOR. E se não for AMOR... As impurezas permanecem no coração.

A prática do AMOR: Amar intensamente... Amar verdadeiramente!

Imagem
A prática do AMOR: Amar intensamente... Amar verdadeiramente!
Ana Maria Louzada
Amar revela sentimentos de ternura, acolhimento, misericórdia... Sentimentos que transbordam respeito, independente do modo como as pessoas se apresentam. Quem ama não se limita às aparências, porque considera a essência, o SER humano.
Quando nos apegamos às aparências, revelamos um amor volúvel, passageiro e frágil. Esse amor sucumbe aos desafios cotidianos, esmorece quando nos deparamos com os obstáculos que surgem pelo caminho.
Quando focamos a essência acolhemos o SER humano revelando um amor sincero, forte e ao mesmo tempo sensível. Esse amor suporta as provações, supera as tentações que surgem no decorrer da nossa caminhada.
Por isso, o exercício de amar intensamente é desafiador, exige superação do egoísmo, da inveja, da traição, do orgulho... pressupõe amar à todos e todas indistintamente, amar verdadeiramente.

Reflexões sobre “O Pai Nosso”

Imagem
Reflexões sobre “O Pai Nosso”[1]
Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando meu coração ao amor. Será inútil dizer: pai nosso.
Se os meus valores são representados pelos bens da terra. Será inútil dizer: que estais no céu.
Se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo. Será inútil dizer: santificado seja o vosso nome.
Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidades. Será inútil dizer: venha a nós o vosso reino.
Se no fundo o que quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem. Será inútil dizer: seja feita a vossa vontade.
Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome. Será inútil dizer: o pão nosso de cada dia nos dai hoje.
Se não importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar aos que atravessam o meu caminho. Será inútil dizer: perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.
Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho certo. Será inútil dizer: e não deixes cair em tenta…

A VERDADEIRA PESSOA DO BEM

Imagem
A VERDADEIRA PESSOA DO BEM
Ana Maria Louzada
A verdadeira pessoa do bem procura interrogar sobre seus atos diários

Não ignora as oportunidades de enunciar palavras que transformam

Sempre faz pelos(as) outros(as) o que gostaria que lhes fizessem

Questiona a si mesma se está cumprindo a lei de amor

Evita pensamentos que inibem as generosas ações

Pratica atitudes de caridade (solidariedade)

Proporciona a felicidade do(a) outro(a)
Luta pela justiça Defende os fracos Faz o bem pelo bem Retribui o mal com o bem Sem intenção de recompensas.


O homem de bem alcançará o favor do Senhor, mas ao homem de intenções perversas ele condenará[1].
Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão[2].
O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade e na sua maior pureza[3].

[1]Provérbios 12 [2]1 Timóteo 6:11 [3]ESE – Capítulo 17: Sede Perfeito

A MORTE EXISTE? NÃO EXISTE MORTE? O que é a morte?

Imagem
A MORTE EXISTE? NÃO EXISTE MORTE? O que é a morte?

Essas são indagações que devemos fazer em nossas reflexões sobre o sentido da vida e da morte.
Pensar sobre a morte exige repensar o sentido da Vida.
Por isso, gostaria de discorrer sobre o sentido da vida e da morte conforme Jesus Cristo nos falou e continua nos orientando, em seus infinitos ensinamentos.
Partimos do princípio que somos Espíritos eternos, que hoje estamos aqui no tempo espaço terreno e que em outro momento estaremos em outro plano espiritual.
Ora estamos no mundo dos encarnados (vida carnal, corpo matéria) e ora no mundo dos desencarnados (vida espiritual, além-túmulo), sabendo que nos dois mundos, somos Espíritos VIVOS que de tempos em tempos vivemos diferentes experiências em busca da nossa emancipação espiritual, bem como da emancipação da humanidade terrena e de outras moradas do Pai Celestial.
Sendo assim, a reflexão sobre o sentido da vida e da morte nos instiga dizer que a morte não existe apenas para o corpo físico…

O VALOR DO SER HUMANO ESTÁ NA SUA MORTE OU NA SUA VIDA?

Imagem
O VALOR DO SER HUMANO ESTÁ NA SUA MORTE OU NA SUA VIDA?
Reflexão do Papa Francisco para o Dia de Finados[1]
O Ser humano é estranho... Briga com os vivos, e leva flores para os mortos; Lança os vivos na sarjeta, e pede um "bom lugar para os mortos"; Se afasta dos vivos, e se agarra desesperados quando estes morrem; Fica anos sem conversar com um vivo, e se desculpa, faz homenagens, quando este morre; Não tem tempo para visitar o vivo, mas tem o dia todo para ir ao velório do morto; Critica, fala mal, ofende o vivo, mas o santifica quando este morre; Não liga, não abraça, não se importam com os vivos, mas se autoflagelam quando estes morrem... Aos olhos cegos do homem, o valor do ser humano está na sua morte, e não na sua vida.
É bom repensarmos isto, enquanto estamos vivos! (Papa Francisco)
[1]Fontes: Jequiereporter Mensagem Espírita